Karla e Juliana Marques: O exemplo é a melhor herança

0
3208
Karla e Juliana
Karla e Juliana

Há mais de 40 anos, a sucessão faz parte da família Marques e norteia a história da Cimed, uma das maiores indústrias farmacêuticas do país. Liderada pelos irmãos Karla Marques e João Adibe Marques, o futuro da gestão se pauta na entrada da nova geração com 6 filhos e sobrinhos dando continuidade ao legado do fundador João de Castro Marques.  

Protagonistas do novo momento da empresa estão Karla e Juliana Marques, mãe e filha, que representam a liderança feminina na construção contínua dessa trajetória de sucesso. Com uma visão disruptiva e inovadora, elas vem conquistando um público engajado e conectado com a cultura Cimed por meio dos seus perfis nas redes sociais. 

Mesmo com a relação familiar, o trabalho entre elas tem a premissa da leveza e parceria acima de tudo, e funciona como uma tradição para que o dia a dia seja em sintonia com a alta responsabilidade que ambas assumem em suas posições. 

Como vocês se definem uma a outra? 

Karla: Obstinada, questionadora, rápida, imprevisível e não se limita às pequenas coisas. Tudo vindo da Juju é grandioso.  No lugar de mãe, meu coração transborda de amor e admiração por ela. Já na posição de companheira de trabalho, sua capacidade executiva é evidente e o seu potencial de crescimento é facilmente identificado.

Juliana: Minha mãe é uma referência pra mim, tanto no trabalho quanto na vida. Sua determinação, sabedoria e amor são exemplos que eu sigo com muito orgulho. 

Há 30 anos, você imaginava que seria líder? Conte para a gente como a liderança surgiu na sua carreira e seus principais aprendizados com ela.

Karla: Não, quando comecei a trabalhar na Cimed a empresa tinha apenas seis produtos e vinte funcionários. Cheguei a cursar faculdade de moda, mas aos 17 já me envolvi com o business da empresa e desde então sou apaixonada pelo que faço. Hoje quando olho para trás é muito gratificante ver o caminho que trilhamos – atualmente a Cimed tem 5 mil colaboradores, em dez anos saímos da 36ª posição para o 3º lugar em volume de unidades vendidas. Antes de chegar no cargo que ocupo hoje, passei por diversas áreas na Cimed e com certeza isso me ajudou a ser a líder que sou.

Juliana, você ingressou na Cimed bem jovem. O que motivou sua decisão de seguir no negócio da família?

Sem dúvida, o propósito. A Cimed é uma empresa que tem um propósito muito forte e nos faz cada vez mais querer ir mais longe. Além disso, na Cimed não temos medo de inovar e tenho a oportunidade de realizar muitos projetos incríveis. 

Quais os principais desafios de uma empresa familiar? O que você considera ser fundamental com relação a competências e habilidades comportamentais para que o negócio prospere a partir das pessoas?

Karla: Eu e meu irmão somos muito complementares e meu pai conseguiu identificar nossas habilidades e entender qual seria o papel de cada um dentro da Cimed. Tanto que até hoje mantemos essa divisão, eu cuidando da parte mais interna, RH, fábrica, processos e o João Adibe com a parte externa, vendas e marketing. O mesmo acontece com meus filhos e sobrinhos, cada um tem uma habilidade complementar ao outro e acredito que esse seja o segredo.

Sabemos que a indústria farmacêutica em sua maioria possui um grande número de profissionais do público feminino, mas poucas ainda estão em cargo de gestão. Como vocês duas vêem esse cenário atual?

Karla:  Não só como VP da Cimed, mas também como voz ativa nas redes sociais,  busco liderar pelo exemplo, defendendo a diversidade e a inclusão em todas as nossas pautas. Meu objetivo é continuar trabalhando para eliminar quaisquer barreiras ou preconceitos que possam impedir o progresso das mulheres, especialmente no nosso setor.

Juliana: Acredito que não só a indústria farmacêutica, como também a indústria de forma geral ainda tem muito a evoluir nesse sentido. Por outro lado, percebo que, principalmente, a minha geração já tem muito mais consciência em relação a esse tema. É evidente que a diversidade e inclusão, especialmente quando se trata de representação de gênero nos níveis mais altos de uma organização, são cruciais para alcançar sucesso e inovação a longo prazo.

Não há como falar em indústria farmacêutica sem falar de tecnologia e inovação. Quais são as iniciativas e investimentos da CIMED com relação à pesquisa e desenvolvimento num mercado tão competitivo?

Karla: A Cimed tem diversas iniciativas nesse sentido, começando pelo próprio instituto de pesquisa, somos uma das poucas indústrias farmacêuticas a investir num centro de pesquisa próprio, o Instituto Claudia Marques. Também fomos a primeira farmacêutica brasileira a fazer experimentos no espaço, por meio do projeto CimedX, feito em parceria com a companhia de logística Airvantis e o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). A iniciativa realiza testes de cristalização de proteínas a bordo da ISS (International Space Station), nas áreas de imunologia, envelhecimento e absorção de vitaminas.

No quesito inovação,  também não dá para deixar de citar o mais recente lançamento da Cimed, o tão desejado Carmed Fini. O sucesso da collab com a Fini foi tão grande que  nosso hidratante labial Carmed se tornou líder de mercado e em um mês faturamos R$23,5 milhões.

É possível equilibrar a relação familiar x profissional trabalhando juntas? Como vocês conduzem isso?

Karla: Com certeza! Nós conduzimos isso muito bem e acho que é isso que nos diferencia.  Apesar de termos uma relação muito leve, no trabalho, somos muito focadas, até porque temos uma agenda enorme de reuniões e demandas. É sagrado almoçarmos juntas todos os dias, no próprio escritório da Cimed. Tiramos esse tempo para colocar o papo em dia e dar boas risadas. 

Juliana: No trabalho, minha mãe lida comigo como lida com qualquer outro colaborador. Dividimos muito bem as coisas. O momento de maior descontração é quando fazemos as quintas da Juju, que é um sucesso no instagram dela. 

Karla, você foi listada como uma das Mulheres de Sucesso pela Forbes. Ao que você atribui esse mérito?  

Isso só foi possível graças a um time de pessoas excelentes, que dão o sangue e acreditam no nosso propósito que é gigante: fabricar produtos acessíveis para toda população brasileira. Fiquei muito feliz com esse reconhecimento e me deu ainda mais gás para continuar trabalhando e realizando coisas novas na minha carreira.  

Você se tornou protagonista da marca nas redes sociais, em que contexto aconteceu esse movimento e como tem sido lidar com essa repercussão crescente?

Karla: Meu Instagram sempre foi fechado, apenas meus amigos e família me seguiam, mas logo depois que fui nomeada uma das mulheres de sucesso pela Forbes e por sugestão de uma amiga, acabei decidindo também abrir meu perfil e tive uma ótima recepção, tanto de colaboradores da Cimed que se sentiram mais próximos de mim, quanto de mulheres que viram em mim uma inspiração. Me sinto muito feliz nessa minha nova jornada de conseguir influenciar milhares de pessoas nas redes sociais, o que possibilita uma troca de experiências incrível e também me divirto muito. Inclusive um dos quadros de maior sucesso no meu Instagram é o “Quinta da Juju”, com a participação da Juliana dando dicas e falando de tecnologia e inovação. 

Cuidar da saúde e qualidade de vida das pessoas é o lema da Cimed. Mas como vocês cuidam da sua própria saúde física e mental? 

Karla: Acordo todos os dias por volta das 5h30 da manhã, sou uma pessoa do dia. Gosto de acordar cedo e aproveito para fazer exercícios físicos, até nos finais de semana, não abro mão desse cuidado comigo. Atividade física para mim não é um sacrifício, eu amo fazer para me sentir bem disposta e dar conta de todos os meus compromissos diários. Além disso, também sou adepta da meditação, pratico diariamente. 

Juliana: Eu busco me alimentar bem, gosto de ter um tempo de qualidade (ler um livro, assistir um filme/série,). Sempre que posso, também tiro um tempo para fazer uma viagem com o meu namorado e amigos e adoro praticar esportes (jogo futebol desde a infância). 

Karla e Juliana: Qual é o legado rock de vocês? 

Sem dúvida nenhuma, o nosso legado é a Cimed. Poder dar continuidade ao trabalho da família que começou lá atrás com o meu avô e hoje já estamos na quarta geração é muito gratificante. E como meu pai gostava de dizer, o crescimento é infinito, só depende de você! Por isso, seguiremos trabalhando para transformar a Cimed na maior farmacêutica do país, alinhado ao nosso propósito de levar saúde e bem-estar para toda a população de forma acessível.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here